Carregando Post...

Música

A música é uma forma de arte que se constitui basicamente em combinar sons e silêncio seguindo uma pré-organização ao longo do tempo.

É considerada por diversos autores como uma prática cultural e humana. Atualmente não se conhece nenhuma civilização ou agrupamento que não possua manifestações musicais próprias. Embora nem sempre seja feita com esse objetivo, a música pode ser considerada como uma forma de arte, considerada por muitos como sua principal função.

A criação, a performance, o significado e até mesmo a definição de música variam de acordo com a cultura e o contexto social. A música vai desde composições fortemente organizadas (e a sua recriação na performance), música improvisada até formas aleatórias. A musica pode ser dividida em gêneros e subgêneros, contudo as linhas divisórias e as relações entre géneros musicais são muitas vezes sutis, algumas vezes abertas à interpretação individual e ocasionalmente controversas. Dentro das “artes”, a música pode ser classificada como uma arte de representação, uma arte sublime, uma arte de espectáculo.

Para indivíduos de muitas culturas, a música está extremamente ligada à sua vida. A música expandiu-se ao longo dos anos, e atualmente se encontra em diversas utilidades não só como arte, mas também como a militar, educacional ou terapêutica (musicoterapia). Além disso, tem presença central em diversas atividades coletivas, como os rituais religiosos, casamentos, festas, reunioes e funerais.

Há evidências de que a música é conhecida e praticada desde a pré-história. Provavelmente a observação dos sons da natureza tenha despertado no homem, através do sentido auditivo, a necessidade ou vontade de uma atividade que se baseasse na organização de sons. Embora nenhum critério científico permita estabelecer seu desenvolvimento de forma precisa, a história da música confunde-se, com a própria história do desenvolvimento da inteligência e da cultura humana.

Música clássica

Música clássica ou música erudita é o nome dado à principal variedade de música produzida ou enraizada nas tradições da música secular e litúrgica ocidental, que abrange um período amplo que vai aproximadamente do século IX até o presente, e segue cânones preestabelecidos no decorrer da história da música. As normas centrais desta tradição foram codificadas entre 1550 e 1900, intervalo de tempo conhecido como o período da prática comum.

Segundo o Dicionário Grove de Música, música erudita é música que é fruto da erudição e não das práticas folclóricas e populares. O termo é aplicado a toda uma variedade de músicas de diferentes culturas, e que é usado para indicar qualquer música que não pertença às tradições folclóricas ou populares.

A música ocidental distingue-se de outras formas de música, principalmente, por seu sistema de notação em partituras, em uso desde o século XVI. O sistema ocidental de partituras é utilizado pelos compositores para prescrever, a quem executa a obra, a altura, a velocidade, a métrica, o ritmo e a exata maneira de se executar uma peça musical. Isto deixa menos espaço para práticas como a improvisação e a ornamentação ad libitum, que são ouvidas frequentemente em músicas não europeias e populares. O gosto do público pela apreciação da música formal deste gênero vem entrando em declínio desde o fim do século XX, marcadamente nos países anglófonos. Este período viu a música clássica ficar para trás do imenso sucesso comercial da música popular, embora o número de CDs vendidos não seja o único indicador da popularidade do gênero. Oposto aos termos música popular, música folclórica ou música oriental, o termo “música clássica” abrange uma série de estilos musicais, desde intricadas técnicas composicionais (como a fuga) até simples entretenimento (operetas). O termo só apareceu originalmente no início do século XIX, numa tentativa de se “canonizar” o período que vai de Bach até Beethoven como uma era de ouro. Na língua inglesa, a primeira referência ao termo foi registrada pelo Oxford English Dictionary, em cerca de 1836. Hoje em dia, o termo “clássico” aplica-se aos dois usos: “música clássica” no sentido que alude à música escrita “modelar,” “exemplar,” ou seja, “de mais alta qualidade”, e, stricto sensu, para se referir à música do classicismo, que abrange o final do século XVIII e parte do século XIX.

Música popular

Música popular é qualquer gênero musical acessível ao público em geral. Distingue-se da música folclórica por ser escrita e comercializada como uma comodidade, sendo a evolução natural da música folclórica, que seria a música de um povo transmitida ao longo das gerações. Como o nome mesmo já diz, é a música do povo, oposta à chamada “música erudita” por ter o foco no intérprete e na performance numa determinada camada social.

São muito numerosos os gêneros inerentes à música popular. Em geral estão associados ao ritmo e a uma determinada faixa etária. Em geral (mas nem sempre) as pessoas mais jovens tendem a apreciar o que foi composto mais recentemente. Assim, pessoas nascidas durante os anos 60 tendem a apreciar as bandas de rock dos anos 70, tais como os Beatles ou os Rolling Stones, os nascidos nos anos 80 interpretes como os Nirvana (banda), The Smashing Pumpkins ou U2, enquanto que os nascidos nos anos 90 apreciariam intérpretes mais populares nos anos 2000, como Outkast ou Green Day. Evidentemente é grande a variedade de gêneros apreciados e muitas vezes os que apreciam um gênero podem não apreciar outro.


Contatos do AME Coral e Orquestra:

(11) 2295-5358 / (11) 98146-1676 / (11) 95793-9815

Email: ame@amecoral.com.br

Rua Serra de Botucatu, 2519 Sala 03 - Tatuapé.

Comentários

Deixe um Comentário


Onde estamos ? clique no mapaFechar Mapa

Entre em Contato

Envie-nos, através do e-mail abaixo, seus dados para entrarmos em contato com você, enviando-lhe um orçamento ou esclarecendo qualquer tipo de dúvida que você tenha sobre nosso trabalho!

Telefone

(11) 2295-5358

(11) 95793-9815

(11) 98146-1676

Email

amecoraleorquestra@gmail.com

Localização

Rua Serra de Botucatu, 2519 - SL 03 Tatuapé